Intuitividade de Ruby

[Novo endereço: leandrosilva.com.br.]

Uma das coisas que mais gosto em Ruby é que ela é uma linguagem muito expressiva e intuitiva.

Quer ver um exemplo? Pois bem…

Suponha que você queira saber se uma determinada classe é filha de outra, como você faria?

irb(main):001:0> Integer < Fixnum
=> false

Logo, Integer não é filha de Fixnum. Mas, e o contrario, será que é verdadeiro?

irb(main):002:0> Integer > Fixnum
=> true

Sim, Fixnum é filha de Integer.

Percebeu a intuitividade? Ainda não? Vamos lá então…

Para dizer que uma classe é filha de outra, em Ruby, usamos o operador < (menor), pois a classe filha passará a ocupar um lugar hieraquicamente abaixo de sua classe mãe.

class Filha < Mae ... end [/sourcecode] Assim, nada mais intuitivo do que testar a posição hierarquica de uma classe em relação a outra usando os operadores > (maior) e < (menor). E agora, que tal? É ou não é intuitiva?

2 Respostas para “Intuitividade de Ruby

  1. Eu só não entendo o método gsub, custava ser replace ?

  2. hehehehe…

    E o pior é que você tem gsub que faz o replace de todas as ocorrências e o sub que faz o replace da primeira ocorrência. Não podia ser, sei lá, sub e sub_all, ou algo assim?🙂

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s